Páginas

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

ano novo, ...

recomeçam aulas.
dito assim, parece notícia requentada, de todo começo de ano.

e é.

a razão é que a gente, cada vez mais, perde contato com os motivos, os porquês de as coisas acontecerem. as agendas são tão corridas que vamos atropelando os dias, os minutos, as horas e os anos; primavera, verão, outon0 e luz, aimeudeus, quais são mesmo as estações?

fala a verdade: você não torce pra semana passar logo, pro fim de semana chegar logo, pro feriadão chegar logo, pras férias, natal, carnaval, sãojoão, reveiôm, paixão, amor, sorteio da megasena chegarem logologologo?
então, lindura, bem-vinda/o ao maravilhoso mundo dos que escolheram viver menos. claro, uai! se você quer que o tempo corra mais, não consegue aproveitar tudo o que sua passagem lhe oferece. escolhe não viver, pra poder passar um tempo sem ter nenhuma obrigação - a não ser a de não ter nenhuma obrigação, o que não deixa de ser uma tremenda duma obr... ah, você entendeu.

por isso, vamos colocar uma marca nesse começo de ano, ora. se são aulas, trabalho, relacionamento, casa nova, outra cidade, uma criação, sei lá, não importa.
apenas pare de se lamentar e invista suas energias com vontade de obter duas coisas igualmente importantes, no lugar daquela sensação de estar causando pena aos outros: um processo, que seja a um tempo ético e prazeroso; e resultados, que façam você, de preferência, sentir-se um ser humano melhor. como estou nesse negócio de educação, não consigo pensar num outro jeito de dizer a coisa (o quanto estudar e cursos e oficinas e tal são coisas importantes), mas é mais ou menos o mesmo pra todo mundo: faça as coisas de verdade, com seriedade, buscando aproveitar melhor seu tempo.

e não se esqueça: TUDO tem um preço (e o que pode ser expresso em dinheiro é sempre dos menores). se você tem um objetivo, não espere ele cair do céu.

mexa a bunda e vá à luta.

acho que é isso.

2 comentários:

Marcos Forte disse...

Mexa a bunda e vá luta? rsrs

Essa foi a melhor professor.

Parabéns pelo texto. Quanto à peça, iremos assistir, sim.

Abs,

Marcos Forte

Juliana Petroni disse...

Nossa e que saudades de suas aulas fabulosas que inspiram sonhos e determinam obstáculos.
Obrigada por tudo e claro nos encontraremos em sua peça.
Um grande bjo

Juliana Petroni